Search

Flux

Flux é a definição em inglês para fluxo, que representa a energia que é liberada da fita magnética em atrito com a cabeça da gravadora analógica.

A energia liberada por partículas de ferro e magnésio eletrizadas gera um fluxo de curto circuito (short-circuit flux) que por sua vez gera ruído na gravação ou na reprodução. Alguns equipamentos já possuem um EQ embutido do qual se remove o ruído por reduzir a frequência onde está, por outro lado também remove o som de instrumentos que estiverem nessa banda de frequência (próximo de 15-18 kHz).



Fluxo também é estilo


Pode ser um efeito para aquele som punk, grunge, rústico. Ou thrash metal? Quem sabe, entende! O gosto varia para cada um !


Legião underground de fãs: Venho aqui compartilhar com vocês a fórmula quase-não-tão-secreta da relação INPUT->Flux dos simuladores de fita magnética!!!

Agora pode-se criar a própria distorção caseira.


O Plugin Kramer Master tape simula a “Recording Head” (Recording level) e a “Repro Head” (Playback level). A Recording level alimenta o quanto de sinal entra no plugin, quanto de intensidade. Isso é bom mas de forma moderada, pois a relação dos dois volumes estão linked, em princípio. Por conta disso, quanto mais aumentar o volume de gravação, a cabeça de reprodução diminuirá e o som desejado nunca será alcançado!



Por sua vez, a válvula de Flux estará neutra, medida de acordo com o padrão advindo das experiências “Waves” (White paper sheet no final dessa página) :


Flux (expressed in nano weber per meter)


-2db = 150 nWb/m

0db = 185 nWb/m (Ampex Standard Operating Level)

+3db = 370 nWb/m

+5db = 320 nWb/m

+6db = 370 nWb/m

+9db = 520 nWb/m

Não vale a pena deixar mastigadinho para o produtor. Alguns gostam, mas você não veio até aqui para aceitar o ajustado, não é mesmo?


Esses dois knobs devem estar unlinked (primeira imagem: botão link acionado, segunda imagem: botão link desativado, localizado entre a record level e a playback level) para um bom funcionamento do flux. Esteja o instrumento ou voz já gravado, a entrada do sinal será medida através da válvula de INPUT. O flux será medido na dose desejada para acrescentar distorção.

Alcançado o nível desejado da entrada de sinal (INPUT), aumentaremos a “Playback head” para maior intensidade ou diminuiremos se estiver causando um incômodo. Após isso, juntar os botões de entrada e saída pode ser tão eficaz como um cadeado, quanto desnecessário (como um cadeado). Fica a critério.



Não se pode esquecer a velocidade da fita, 15 ou 7.5 IPS (polegadas por segundo), tem também um delay sobrando que veio de presente no plugin.

Voilà! Essa receita serve para qualquer instrumento da gravação.


-M.H


Nota: Este artigo é continuação da parte 1 sobre fita magnética, você pode encontrar esse post aqui:


https://www.artigoaudio.com/post/you-need-to-buy-these-production-tools-right-now

EXTRAS:

Waves Kramer White Paper Sheet:

http://johnhaeny.com/waves-white-paper/


13 views
 

+351926777186

  • Facebook
  • SoundCloud
  • Instagram