Search

Rap, gráficos e Rock n' Roll



Hip hop domina audições nos serviços de streaming, mas a longo prazo, o rock prevalece

Por gerações os gráficos são veículos de análise para o comportamento do consumidor no mercado musical. O que antes era comercializado em CD’s hoje é encorpado pelos downloads e transmissões no meio digital. Os gráficos evidenciam o movimento dos lucros e o número de fans. Isso é usado pelas grandes gravadoras, lojas de discos, empresas de streaming e de tecnologia para entender o comportamento humano.

Há um fiscal chamado “Music Watch” que trouxe essas cartelas para o públicos. Vale a pena conferir:



A cada ano o MusicWatch pergunta a consumidores que estilos de música eles ouvem regularmente, o que é classificado como “favoritos”. Favoritos são os estilos mais ouvidos e comprados, mas que além disso consideram os shows em que os fãs vão (tickets comprados), número de seguidores em redes sociais (novo), e a fiel compra de mercadorias (camisas e utensílios como canecas).

Através do gráfico acima pode-se notar detalhadamente que apesar de grande predominância do rap, o gênero mais ouvido em longo prazo é o Rock N’ Roll.

Mas por quê?

Há fatores como gerações e “a forma em que ouvimos”.

Muitas pessoas tem os discos e cds de seus artistas prediletos guardados como relíquias e mesmo sem comprar atualmente, essas músicas serão ouvidas mais de uma vez. Isto é, milhares de vezes.

O rádio também é preferido por gerações mais antigas, isso cria um paradoxo entre movimento, circulação de dinheiro, poder monetário, horas na internet e pasme… Horas no trânsito!

Isso porque as rádios são o meio de transmissão mais ouvidos no carro. Até hoje. As gerações anteriores tem maior poder monetário para comprar material e influenciar os mais novos. Então há garotos comprando raridades do Kiss, há o velho fã fiel que possui toda a discografia.

A forma em que se é consumida a música reflete em diversos meios variados e estes também são divididos em gêneros.



Streaming ao vivo é uma casa de força, com 140 milhões de ouvintes. Como mostrado acima, em oposição aos serviços de streaming há as rádios online e as convencionais. Muitas vezes essas porcentagens são múltiplas para apenas um ouvinte.

As pessoas que ficam mais de 10 horas ouvindo através do streaming preferem rap. Ouvintes leves (poucas horas semanais) preferem rock. Em contrapartida esses ouvintes leves têm o mesmo comportamento dos pesados ouvintes que usam rádio am/fm, tv’s e cd’s.

Isso faz o Rock n roll ser o mais ouvido em longo prazo do que o hip hop.

Trilhas sonoras das nossas vidas

Uma pesquisa mostrou que o gosto musical é definido até os trinta anos. Um indivíduo pode gostar mais de um gênero do que outro, apenas um, ou todos os gêneros musicais.

Algumas curiosidades a respeito das gerações que compõem suas trilhas sonoras:

  • Geração Z tem gosto por R&B/HipHop em 43% superior ao rock (20%);

  • Millenials tem 28% de hits dos anos 90 em seu sangue, 25% hip hop e 21% de música regional;

  • Geração X tem preferência por rock dos anos 80 e 90 em 50% diante de hip/hop;

  • Baby Boomers gostam de rock clássico e hits dos 50’s a 7-’s em absoluto.



Geração X e Boomers representam uma larga fatia adulta da população. Têm mais dinheiro e isso é crucial para a movimentação dos lucros. Uma grande porção de royalties advém desse grupo através das rádios online SIRIUS Xm e Pandora.

A convergência de “likes, lives e merch”

O fã fiel pode ter comprado o “Dark Side Of The Moon” em 1985, mas a garotada continua comprando camisas do Pink Floyd.

O pódio dos gêneros que tem mais mercadoria comprada:

  1. Rock

  2. 80’s - 90’s hits

  3. Rap/HipHop

  4. Country/Regional

Mercadorias entendem-se por: Camisas, canecas, utensílios, fitas, discos de vinil e cds.

Os ouvintes de rock clássico são os que mais compram ingressos. E ainda compram mercadorias quando vão aos shows!

Em 2019, O número de compras de ingressos em U.S foi de U$$ 8 Bi.

O número de compras sobre o material gravado em estúdio foi de U$$ 11 Bi.



Considerando que turnês e mercadorias representam uma larga porção dos meios de subsistência para o artista, é vital entender quais estilos fazem parte dos consumidores aficcionados.

-M.H

Fonte:

“Music Business Worldwide”

https://www.musicbusinessworldwide.com/the-music-industry-is-still-obsessed-with-charts-but-is-it-always-looking-at-the-right-data/

Recomendação do meu amigo Paulo:


“Something from Nothing” (documentário sobre o Ice-T)


Para ouvir:

“Power” - Kanye West

*colagem de 21st century schizoid man


15 views
 

+351926777186

  • Facebook
  • SoundCloud
  • Instagram